sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Diário de bordo

Pau Storch Photography
Aos poucos, o sol vai entrando pelas frestas do meu corpo e da minha alma. O que me preocupava não desapareceu, mas aprendo a lidar com a ansiedade e com a angústia sem me afogar nelas, ou os meus dias tornar-se-iam insuportáveis. Ajuda o facto de ter uma vida agitada... releio esta última frase e rio-me, porque a palavra "agitada" é doce demais para a realidade que venho vivendo; às vezes tenho a sensação de que não tenho tempo para respirar no sentido literal do termo, mas é inevitável e não me queixo. 
A parte boa, é que as coisas mundanas do meu dia-a-dia contribuem para esquecer as outras, e é mesmo verdade que ter a cabeça ocupada com banalidades ajuda a relativizar as preocupações mais sérias. E estar programada para ser feliz faz o resto.

[bom dia!]

7 comentários:

Alexandra Dinis disse...

Bom dia Marta!
Obrigada por estar desse lado.
😘😘😘

Isabel disse...

Marta, que se passa?
Qualquer coisa relacionado com saúde, não é?
Quando estiver pronta, partilhe.
Nós gostamos e preocupamos-nos com quem seguimos.
ah é verdade....não tenho nada a ver com a Isabel que questionou estupidamente o capacete do seu bebé.
Beijinhos e lembre-se que nos faz falta a nós e aos seus

Anónimo disse...

Afinal qual é o seu problema ? Se é uma coisa demasiado pessoal para falar no blog acho que era mais razoável nem tocar no assunto. Assim, estas suad alusões parecem—me despropositadas e piegas

Xica Maria disse...

Parar é morrer, por isso continua ocupada e a cabecinha não viaja para outro sítio!
Bom fim de semana :)

Anónimo disse...

Costumo acompanhar o seu Blog e já notei que anda com qualquer problema que a angustia, mas sinceramente se näo quer dizer do que se trata na minha opiniäo era preferível não ter falado de nada, assim parece uma lamúrima sem sentdo.

Binhas disse...

Bom diaaaaa Marta ;)

Maria do Mundo disse...

É tão importante essa tendência para ser feliz...Gosto tanto do teu sorriso. Inspira-me.