sábado, 7 de abril de 2012

A comer é que a gente se entende

Visitar o Alentejo é, para mim, sinónimo de roteiro gastronómico.
E de comer como se não houvesse amanhã, porque tenho sempre a desculpa de que não volto lá todos os dias. Ou nos tempos mais próximos, pelo menos.
Na verdade, estas férias ficam marcadas por vários pecados capitais, sendo que o confessável é o da gula {que para quem segue o blog, sabe que é o que melhor me caracteriza}.
Senão vejamos:
Em Alcácer do Sal, deliciei-me com uma sopa de tomate, um "feijão adubado" (para quem não sabe, é uma sopa de feijão manteiga, com enchidos diversos e ovos escalfados), uma versão melhorada do Papo d´Anjo tradicional, e um folar recheado de doce de ovos e chila.
Na Comporta, foi a vez de uma massada de cherne e de uma tarte de lima, que ainda me deixam a salivar, só da lembrança remota.
Em Vila Viçosa, marcou-me a doçaria conventual alentejana, que entupiu todas as artérias do meu corpo de ovos e açúcar para os próximos 6 meses, pelo menos.
E no meio destas iguarias, ainda houve tempo para uma açorda de alho feita pelo meu homem.

Hoje foi dia de cabrito cozinhado pela sogra, e de folhado de bacalhau cozinhado pela mãe.
E amanhã, será dia de Cozido à Portuguesa, com o pai.
Já na 2ª feira, será dia de fechar a loja. Ou, como quem diz, de fechar a boca.
Porque, com o devido respeito pelos participantes do programa, não quero fazer parte da próxima temporada do "Peso Pesado".
Obrigada pelo convite, mas não.

                                                                                                                 {Feijão Adubado}

MM

4 comentários:

Helena Barreta disse...

Há lá coisa melhor do que partilharmos uma refeição das boas com aqueles que amamos?

Do Alentejo gosto das migas de batata.

Anónimo disse...

Feijão Adubado n'A Escola, certo? Excelente escolha.

Anónimo disse...

Feijão Adubado d'A Escola, certo?
Excelente escolha.

MM disse...

Por mero acaso não foi n´"A Escola", mas podia ter sido...

UM abraço,