segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Do Amor

Olho à minha volta e vejo muitos casais infelizes. Por muitas razões.
Porque a rotina se instalou. Os silêncios passaram a ser um ruído estridente. O sexo esfriou. Os beijos na boca começaram a escassear. A raiva instalou-se insidiosamente. O encanto perdeu-se. As cumplicidades morreram. A tesão foi-se de vez.
Não defendo o desinvestimento nas relações à primeira. Nem à segunda e nem sequer à terceira. Fui dez anos casada com o pai dos meus três filhos e sei do que falo.
Mas a experiência de ter reencontrado o Amor faz-me acreditar que há investimentos a fundo perdido. E que o esforço cego numa única direcção nem sempre compensa.
O desamor mata aos bocadinhos. E mata devagarinho, quase sem darmos conta. E falo do desamor nos dois sentidos: o que podemos sentir recair sobre nós e aquele que passamos a sentir pelo outro. Este último {acreditem}, igualmente demolidor.
Acredito em histórias de amor e sou uma romântica inveterada, daquelas que se emocionam com casais que envelhecem juntos e que ainda dão as mãos depois de uma vida inteira a conhecer a alma e o corpo do outro. Mas também acredito que ele nem sempre aparece à primeira, e quem nem sempre resiste à construção de um projecto de vida em comum. É muito importante, mas não chega.
E quando isso acontece - a constatação da aposta perdida - há que ter a coragem de fazer mudanças. Duras, muito duras em todas as frentes. Mas inevitáveis.

Acredito em relações que se descoseram nalgum momento da vida e que levaram alinhavos primeiro e pontos de arremate no final.
Mas há remendos impossíveis de fazer. E nesses casos, chora-se muito e segue-se em frente.

{Post publicado no portal Mãe Querida}


6 comentários:

THINGS I LOVE disse...

Há posts que não podiam chegar ao nosso feed de noticias em melhor altura! :)

anita disse...

Tão bonito. :) E tão acertado.

Maria Afonso disse...

O que eu gostei de a ler. escreveu um bocadinho sobre a minha vida também.

http://osmeusosteusosnossos.blogs.sapo.pt/

Maria Afonso disse...

O que eu gostei de a ler. escreveu um bocadinho sobre a minha vida também.

http://osmeusosteusosnossos.blogs.sapo.pt/

Ligia Silva disse...

Obrigada pelo teu post! É engraçado porque já acreditei em finais felizes em que ficas com a mesma pessoa durante anos e anos! O meu companheiro atual veio ajudar-me a perceber que há o feliz agora e o melhor é investir tudo no hoje! Obrigada pelos teus posts.

Gelado de Pitanga disse...

Muito bom! Parabéns!