segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Eles andam aí!


Treino ao espelho, as mil maneiras possíveis de disfarçar os "brancos" que começam a crescer por entre os fios vermelhos de cabelo, como erva daninha.
Assusto-me com a rapidez com que surgem e com o aspecto desleixado que transmitem aos outros, ao mesmo tempo que me orgulho da maneira como se revelam, a reluzir sem nenhum pudor. Gritam que estão aqui para ficar, e que se lhes der espaço, proliferarão à velocidade da luz. Não duvido.
Há quem me pergunte se conseguirei levar esta "empreitada" até ao fim e respondo sempre que não sei. Garanto apenas uma coisa: que está a ser uma viagem do caraças, esta de me confrontar comigo mesma sem artifícios, e de responder a quem torce o nariz que, por agora, quero assim. Uma auto-determinação que me sai a conta gotas pela vida fora e que é de aproveitar quando se instala.

[visitem a página Mulheres de Prata e saibam tudo sobre este desafio, mais um bocadinho todos os dias!]

5 comentários:

Xica Maria disse...

Quando começam nunca mais param!

Maria João disse...

E para ser menos chocante não seria mais fácil prescindir desse vermelho maravilhoso?! Pergunto eu que não tenho mais que uns dez fios de brancos espalhados em duas zonas chave e de vez em quando pinto, mas só porque gosto de pintar de ruivo (escuro) já que tenho cabelo castanho.

Lília disse...

Fica-lhe mesmo bem a fita! :)

Anónimo disse...

Tudo muito bonito, mas vai acabar por pintar o cabelo novamente. Sabe quando? Quando começar a ir às reuniões da escola do seu filho mais novo, vai ser confrontada com as outras mães, aquelas todas giras e louras e novíssimas. E o seu filho vai ter vergonha de si porque a Marta vai parecer mais avó do que mãe. E vai pedir-lhe para pintar o cabelo. E a Marta, pinta. (Não falo por experiência própria porque, para mim, brancos nem vê-los. Mas já vi este filme com amigas minhas , pelo menos 3 vezes)

Joana disse...

Marta, este é um assunto que, sem que nunca tenha pensado muito nele, me tocou e tenho gostado tanto da partilha gerada no grupo do Facebook que, depois de ter partilhado por lá a minha foto, tomei a liberdade de falar nas Mulheres de Prata no meu blog.
Espero que não leve a mal, mas acho que mais mulheres devem conhecer.
Obrigado Marta.
Deixo o link para o post no meu blog:
http://cremepimenta.blogs.sapo.pt/mulheres-de-prata-173396