quinta-feira, 27 de outubro de 2016

A minha selecção de livros sobre alimentação saudável!

Desde que mudei a minha alimentação, que muitas pessoas me perguntam que livros leio e de onde retiro as receitas que vamos fazendo cá por casa. Quem lê o blogue, sabe que tenho a sorte de ter um marido que gosta muito de cozinhar e que não precisa de grandes receitas para fazer bons pratos. Basta-lhe abrir o frigorífico e cozinhar com o que lá está, dom que eu não tenho e que faz dele o "master dos restos", como lhe chamo! Ainda assim, esta nossa mudança de hábitos alimentares trouxe desafios acrescidos, para os quais não basta criatividade e gosto pela cozinha. É preciso garantir que estamos a ter o aporte necessário de nutrientes para o nosso organismo e saber que alimentos "menos saudáveis" podemos substituir por outros "mais saudáveis". É preciso diversificar o que comemos e experimentar o que nunca provámos antes. É preciso tornarmo-nos mais criteriosos na qualidade do que pomos na mesa, e começar a ver isto da alimentação com outros olhos: a ideia não é comer menos, mas comer bem.
Para isto, muito tem contribuído o apoio de Nutrição da Clínica do Tempo, mas também o que vamos lendo sobre o tema. E são essas leituras diversificadas que hoje partilho convosco.
Como irão ver, não sou fundamentalista, pelo que não sigo nenhuma corrente específica. Tanto leio sobre cozinha macrobiótica, como vegan, ou paleo. O meu princípio rege-se, apenas, pela forma como sinto que o meu corpo vai reagindo a algumas mudanças que fui introduzindo, e à tentativa de reduzir os açúcares adicionados, o trigo e os alimentos processados. Sublinho a palavra "tentativa", porque nem sempre consigo e nem sempre me apetece. Acredito que as excepções não são prejudicais, mas altamente terapêuticas para a alma. Aliás, durante este período já comi pizzas, gelados, bolos e muitas outras tentações. Mas tenho uma máxima: quando prevarico, que seja em bom! Não me perco pelo bolo de pastelaria de um café qualquer de passagem. Até aí, faço escolhas: sou capaz de rumar a Sintra, só para me deliciar com os pastéis da Piriquita, por exemplo. A perder-me, que o faça com o que vale realmente a pena! :)
Por último, dizer-vos que apesar de estar visivelmente mais magra, não ando a passar fome, muito pelo contrário. Quem segue o instagram @martadolcefarniente vê o que comemos ao pequeno-almoço, por exemplo! Na verdade, acho que nunca comi tão bem.
Aqui fica parte dos livros que tenho lido sobre o tema e que valem mesmo a pena:

Tem umas receitas maravilhosas e muito fáceis de fazer em casa, e foi o livro que me "apresentou" ao regime paleo. Temos feitos muitos pratos sugeridos e outros inspirados, como no outro dia, quando fizemos pastéis de salmão inspirados nos de atum da Joana. Podem consultar o seu blogue AQUI.

Foi a minha compra mais recente e um excelente investimento. Tenciono amamentar em exclusivo até aos 6 meses do Vicente e pretendo introduzir os sólidos com a ajuda deste livro. O Vicente é uma "tábua rasa" e quero fazer com ele aquilo em que acredito, desde o princípio. Depois, o tempo ditará as suas escolhas.

Foi o livro que comprei, logo depois do da Joana Moura. Tem receitas deliciosas e fáceis de fazer e não "apregoa" um regime paleo fundamentalista {não gosto de fundamentalismos em nada!}. Sigo também o blog da Irena Macri, Eat Drink Paleo para consultar receitas variadas.

Sou uma apaixonada por histórias de vida e pela "mudança" e gosto da da Ella. Fico sempre curiosa por saber qual foi o "turning point" das pessoas que mudam de estilo de vida, de emprego, do que for. Para além disso, o livro tem receitas deliciosas que já testei, sem açúcares adicionados, nem glúten. Podem seguir a Ella e o seu life styleAQUI.

Cresci com a minha mãe a experimentar receitas macrobióticas, num tempo em que isso quase parecia loucura! Ler este livro é voltar um bocadinho às origens e relembrar alguns princípios da minha alimentação dos primeiros anos. Podem seguir a Marta, também AQUI.

Ouvi a Dr.ª Diana Patrício num programa de televisão e quis logo comprar o livro. Não tem receitas, mas tem as explicações que preciso para fazer certas opções alimentares. Considero-o um livro de consulta.

De todos, é o livro que tenho há mais tempo. Faz um bom equilíbrio entre a cozinha saudável e o que consigo ir dando aos meus filhos mais velhos, que não cresceram com muitos dos princípios que agora vou tentando seguir. Tem receitas infalíveis que eles adoram e isso faz dele a minha "Bíblia"! Os nuggets de frango e cornflakes, por exemplo, são um clássico cá de casa.
Boa mudança!

[Fotos: FNAC]

5 comentários:

Escrever Fotografar Sonhar disse...

Desses todos, tenho o da Marta Varatojo (compra recente) e um da Mafalda (mas acho que não é esse...) fiquei curiosa com o da Ella... Acho que o vou espreitar para ver se me cativa...
Mas a minha saga é outra: "engordar saudável!"
Não encontro livros para isso ;) bjs

Anónimo disse...

Olá Marta, agradeço desde já a partilha!
sei que os blogs são espaços de partilha, mas quando se trata de informações nem sempre conseguimos encontrar clareza - o que, ainda bem, não aconteceu!
gosto de ler e não sentir pretensiosismo... de sentir q é como se nos encontrássemos no café.
beijinhos e bons desejos p si e família
M.

Sofia Costa disse...

Para engordar o princípio é o mesmo : comer alimentos o mais naturais possíveis ou seja, pouco processadores e sem rótulos com listas longas de ingredientes . Reforçar com arroz massa integral batata doce e muita fruta muitos verdes carne peixe ovos , abacate , iogurtes gregos ou simples o mais natural possível , uma boa granola caseira .....

Escrever Fotografar Sonhar disse...

Sofia, obrigada pelo comentário. Estou magra demais e ninguém leva a sério esta minha tentativa de ganhar um bocadinho mais de peso de forma saudável. Bjs

Vera Ferreira disse...

Comprei o da Joana Moura e adorei! Estou a mudar de hábitos e sinto me muito bem. obrigado pelas dicas. Beijinho