terça-feira, 26 de julho de 2016

Os meus filhos têm os melhores avós do mundo!

Quando me separei do pai dos meus três filhos mais velhos, fiz sempre questão que mantivessem os laços com a família paterna. Nunca é demais lembrar que são os pais que se separam e não os filhos, e é tremendamente injusto {e em tantos casos, criminoso}, impedir os miúdos de conviverem com a família de uma das partes, isto para já não falar do contacto com um dos progenitores.
Não vou mentir, nem sempre é fácil. Nos primeiros tempos, podem haver mal entendidos, palavras que ficaram por dizer, algum rancor, orgulho ferido. Mas é preciso passar por cima disso e fomentar os vínculos familiares dos nossos filhos, porque trata-se de património que é deles e não nosso. Património que lhes pertence por direito.
O resultado deste investimento não tem preço. Os meus filhos têm, de facto, os melhores avós do mundo, e essa aposta dá frutos. Netos amados são putos felizes e com história, porque os avós têm esta capacidade mágica de criar memórias e de, com isso, ajudar a construir identidade e sentimento de pertença.

Não acredito que leiam este blogue mas, ainda assim, agradecer publicamente ao avô Xi e à avó Xia a sua presença e amor constantes na vida dos meus filhos. Já vos escrevi um dia e repito: são os melhores avós do mundo.

PS: mãe e pai, sobre o amor pelos vossos netos, não preciso falar :)

4 comentários:

Anónimo disse...

Entendo o que quer dizer, mas devia incluir os seus pais neste post.

Dolce Far Niente disse...

Os meus pais estão incluídos no post. E tudo o que eles são como avós, posso dizer-lhes directamente.
Obrigada.

Anónimo disse...

Belo post. Separar as "águas" é de uma sensatez e inteligência únicas.Os avós nunca devem perder os laços com os netos. Parabéns.
Uma avó

manuela carvalho disse...

Acabei de descobrir o seu blog e fiquei encantada... Estive a ler vários posts e devo dar-lhe os parabéns por esta forma de pensar! Os seus filhotes têm uma mãe e pêras:):) E dá para ver pelas fotos que vai mostrando que são crianças felizes, filhos felizes e netos muito felizes!
Manuela
(do blog Cem Manias)