quinta-feira, 23 de junho de 2016

A mulher que se sentir bonita depois do parto, levante o dedo!


Durante a gravidez senti-me linda de morrer. Digo isto sem falsas modéstias, porque já não tenho tempo para isso. Quase a fazer 42 anos, é aproveitar uma fase de auto-estima em alta, porque imagino que não dure para sempre. Ou talvez sim, não sei.
Depois do meu bebé nascer, o caso mudou de figura. As noites em claro, as hormonas aos pulos, o cabelo a cair e as unhas a partirem-se uma a uma, juntam-se à barriga flácida, ao cheiro contínuo a leite e a cocó de recém-nascido, às olheiras de caixão à cova e à aridez de sexo {conto os dias para o "mês de resguardo", vos garanto!}, um cocktail explosivo para me olhar ao espelho e ver uma espécie de esfregona.
Apesar disto, tento não massacrar ninguém com esta sensação de que, de repente, ganhei 600 anos. E não desisto de mim, nem de me cuidar: alimento-me de forma equilibrada {porque amamento e porque não quero ganhar 100kg}, maquilho-me todos os dias {porque faz milagres pela minha auto-imagem}, e espero ansiosamente pela consulta de revisão pós-parto para saber quando posso recomeçar a treinar e a fazer amor. Duas "tarefas" que, com franqueza, fazem de mim uma mulher feliz.
Até lá, exercito a paciência como posso e ponho batom vermelho.

5 comentários:

Cláudia M disse...

Gosto tanto da sua sinceridade e de falar assim das coisas, sem tabus, e com tanta simplicidade.

E está linda ;) Nada de esfregona.

Um beijinho

Ana disse...

Deixa-me que te diga que seres assim faz de ti uma pessoa com um sorriso lindo cheio de felicidade :*

crisnunes disse...

Estás e és linda Marta!:-*

Lucinda Marques disse...

Fica-te muito bem esse batom vermelho! Grata pela sinceridade

Sara ProfissãoMãe disse...

Sabes que eu acho que estás muito bem :) radiante mesmo...
Eu acho que continuo agarrada ao corpo do pós-parto e isto já vão quase 8 anos :(