segunda-feira, 4 de maio de 2015

Posso dormir uma noite seguida, se faz favor?

Acordo cansada. Passada a ferro. Tomo um banho quente, chamo os miúdos, seco o cabelo e dou um jeito à cara, frequentemente feita num oito nos últimos tempos. 
Chego ao trabalho com ar de poucos amigos e só falo depois de engolir um abatanado cheio e uma torrada. A seguir, é ver-me bocejar pelo dia fora, numa incapacidade latente para me concentrar.
Vivo há tempo demais num jet lag permanente. Um desnorteio que só o défice de noites bem dormidas explica.
Não. Não preciso de mais nenhum bebé. Tenho um gato que me acorda às cinco da manhã, há exactamente nove meses.

8 comentários:

Maggie F. disse...

Gira, tudo de bom sempre.

Bjos

Maggie

Anónimo disse...

Desculpe perguntar, mas o que é um abatanado? Alguma expressão mais usada para sul?
Beijinhos.

Teresa disse...

Mas porque tem o gato???? Então não se queixe!!! Pode dar a alguém!!!

Anónimo disse...

Cafe cheio, numa chavena maior.

Melika disse...

Entendo muito bem a parte do gato!! O meu também teve uma altura que acordava sempre as 4h e tal 5h e como não queria acordar sozinho, deitava coisas abaixo (normalmente louça) e fazia muito barulho até que tinha que me levantar também. As boas notícias é que passou, levou menos de 9 meses mas passou. Tente cansá-lo à noite. Pode ser difícil mas fazê-lo correr atrás duma bola ou de algo que o canse pode ajudar a ter uma noite mais tranquila. Boa sorte! E refilei muito, praguejei mas era incapaz de me desfazer dele. Chama-se milk, mas podia ser Salvador, o meu 'salvador'. Beijinhos

Maria Alves disse...

Olá,
Também tenho dois gatos que dormem no meu quarto que me acordavam muito cedo. Aconteceram duas coisas para que deixassem de o fazer: comecei a deixar a taça cheia de comida à noite(e esqueci aqueles fanáticos que dizem que a comida perde qualidades com o ar) e comecei a metê-los debaixo dos lencois comigo e com o meu marido. Ficam lá aconchegados e sossegam até o despertador tocar. Pelo menos com os meus resultou. Bjos e bons sonhos.

Joana Carvalho disse...

Coitadinha dessa mocinha que escreveu para dar o gato.... deve ser uma frustradita!
Se a Marta se queixasse ser um filho a acordá-la, a mocinha ía sugerir dar para adopção???
Bahhhh.....

Adoro o blog e fico cansada só de ver tanta energia para correr... bravo""

Teresa disse...

UUUUUUUIIIIII!!!1 Já cá faltavam as FUNDAMENTALISTAS!!!! MAS UM GATO TEM COMPARAÇÃO COM UM FILHO????????? E não, não sou frustrada! Só perguntei, porque conheço um caso em que a pessoa não se adaptou ao animal doméstico que tinha e um familiar ficou com ele??? E não percebi o agastamento da dona do blog, a ironia a mandar-me dormir!! Se não gosta das respostas,porque tem o blog??? Como na Vida,tudo tem os dois lados!!! Pelos seus posts filosóficos pensei que tinha mais "poder de encaixe"!!! E acabou o assunto! Isso é falta de sono!!!