terça-feira, 4 de novembro de 2014

Parabéns, meu amor!



Foi há treze anos que nos estreámos os dois. Tu na vida, eu na maternidade. Vai dar ao mesmo, afinal.
Testei tudo contigo. 
Os livros de puericultura. As teorias do Dr. Spock. Dar de mamar em pé, deitada, sentada na Feira de Artesanato, num dia em que já não aguentava mais estar em casa. As massagens para as cólicas intermináveis. As mamas duras como uma pedra. A angústia de não saber fazer. O medo de não te bastar. As primeiras papas e as primeiras sopas. Os primeiros dentes e a fada dentinhos. As histórias ao deitar. Os banhos e o medo de te deixar cair. A irritação de nem sempre te chegar. A vontade de fugir. O pânico de me perder. O amor avassalador. A frustração de nem sempre te entender. O medo de não te ver, nem te ouvir como precisas. A tentação de te embalar a vida toda. O pânico de seres o primeiro e de, contigo, estar sempre a ensaiar alguma coisa, a testar um argumento, a estrear uma viragem, a compassar uma passada.

Foste o primeiro, o mais desafiante, o mais indecifrável. E das três mães que sou, talvez a que fui contigo, nos nossos primeiros tempos, seja a de quem menos me orgulho. Impaciente, inexperiente, incapaz de me deixar ficar a ler nos teus olhos, perdida que andava na "verdade" dos livros e dos outros.
Ainda assim, ou talvez por isso mesmo, és o meu maior orgulho, o meu desafio superado, a certeza inabalável de que as grandes histórias de amor não são lineares.
És tudo. És o meu recomeço.



4 comentários:

Cristina Pedro disse...

Parabéns Família <3

Rita Melo disse...

Parabéns só dois! Parabéns à família!
Quando for mais velho, o seu filho vai "ler-lhe" e ainda explodir de maior orgulho e amor de ter uma Mãe tão "imperfeita"!
Um dia muito feliz,
Rita.

Betarocks disse...

<3 Lindo texto, uma poesia.

RAQUEL MARK disse...

Que lindo texto Marta. Conseguiu transmitir muito bem nas suas palavras o grande, o enorme desafio de ser mãe...a força que move o Mundo, que nos transforma e sacode, e que nos ampara e anima, a cada passo de conjunto que se dá. Identifico-me muito com as suas palavras.