domingo, 14 de setembro de 2014

Ao alcance de uma borracha [de qualidade, de preferência!]


Quem tem mais do que um filho com idades próximas, saberá do que falo. Da generosidade e da humildade que os miúdos adquirem quando, desde que se lembram deles próprios, são habituados a partilhar tudo: roupa, sapatos, mochilas...
Cá em casa, o início de aulas não se faz só de canetas e de cadernos a estrear, nem do cheiro de livros novinhos em folha.
Também se faz dos milagres de uma boa borracha, que quase sem deixar rasto, apaga o ano lectivo inteiro do mano mais velho em cada um dos livros que se herda.

[A ti, Vasco, a minha enorme admiração por não te ter ouvido um queixume no dia em que chegou um caixote de livros novos, e em que percebeste que só um deles era para ti]

6 comentários:

Papoila disse...

Que bonito, um orgulho :)

Ana Raquel disse...

assim mesmo é que se quer...crianças que partilham!

Xana disse...

Marta
Vi na tua imagem livros que vão mudar! Cn, ing e hist do 5 ano! Por causa das metas curriculares.
Bjs.

Xana disse...

Marta, vi na tua imagem livros que vão mudar, Cn, Hist, Ing, por causa das metas curriculares. 5ºano. Bjs

Maria Alves disse...

Cá por casa também é assim. Os livros do mais velho passaram sempre para o do meio. E sem reclamações. Ao fim de dois anos, o mais velho já escrevia pouco nos livros de modo que depois houvesse pouco para apagar. Já não tive essa sorte com a última, porque já são 4 anos de diferença do segundo. Só agora no 12º ano é que tive de comprar o livro de Quimica, porque esta foi a opção dele. Famílias grandes aprendem como poupar. Por exemplo este ano a minha filha quis cadernos pretos (tipo sebenta), cortou umas imagens de revistas de musica e colou nas capas. Forrámos por cima com papel autocolante transparente e ficou com cadernos personalizados com os cantores dela. Ninguém vai ter cadernos iguais. Bjos

Marisa Luna disse...

Aprendizagens para a vida que só se aprendem assim... e faz muita diferença, porque se tornam seres humanos mais solidários e bonitos!
Um abraço