segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O melhor do meu ano

Detesto balanços. É um exercício que me obriga a sistematizar, a arrumar e a pôr em perspectiva. É um exercício difícil, considerando que sou pouco arrumada nalguns aspectos da minha vida.
Ainda assim, e respondendo ao desafio desta amiga, aqui fica o melhor do meu ano:

A mãe melhor em que me tornei. Mais tolerante, mais disponível, mais segura, mais parecida com a pessoa que sou noutros quadrantes. Tornei-me uma mãe mais crescida em 2013 e os meus filhos perceberam isso.



As amizades em que investi como nunca antes: as que apareceram sem estar à espera e que me mudaram a vida {Carla e Ana, esta é para vocês} e as antigas, que sairam reforçadas em 2013.



Este meu {nosso} Dolce Far Niente como forma de me expressar e de conhecer pessoas que lia e que admirava {a Catarina, a Sónia e a Sofia são algumas delas}. Deixo aqui também um abraço apertado à We Blog You, que em 2013 mudou a imagem deste blog e com ele, mudou um bocadinho da minha vida também.

A decisão de casar pela segunda vez, num salto de fé. Como são todos os "saltos" que valem realmente a pena.


A todos os leitores deste Dolce Far Niente {e porque vou passar o ano num sítio algures, sem rede}, desejo um 2014 cheio de bons ventos e de boas decisões.
Para tudo na vida é preciso sorte q.b. e uma mão cheia de algumas certezas. São elas que nos impelem a saltos quânticos, sempre que é preciso. E às vezes, não há como fugir.
 

5 comentários:

Frida Kahlo disse...

a chorar de emoção... gosto muito de ti, amiga, muito mesmo

Frida Kahlo disse...

a chorar de emoção... gosto muito de ti, amiga, muito mesmo

Anita disse...

Um Feliz Ano Novo!! Que muitos sonhos se realizem e que outros tantos surjam no horizonte ☺ beijinho*

Pedagogia do Terror disse...

ÓOOOOOOO! I LOVE YOU!

Florbela disse...

Feliz 2014! Com tudo de bom que merece!
Obrigada por partilhar connosco (leitores) este espaço tão bonito!
Beijinho