segunda-feira, 4 de novembro de 2013

A ti...

Foi contigo que me estreei na Maternidade e como em todas as estreias, os nervos ficam à flor da pele, temos gente demais a ver se damos conta do recado e nem sempre correspondemos às expectativas. Muitas vezes, às que nós próprias criamos.
Foste a minha cobaia nas noites mal dormidas, nas cólicas que não te sabia aliviar, nas angústias diárias, no medo de falhar, na barata tonta que me tornei durante os meses que se seguiram ao teu nascimento, no colo que não te dei com medo de te mimar demais, nas vezes que chorei de cansaço e daquelas em que sonhava voltar a não ter o peso da responsabilidade de te nutrir de alimento e de Amor.
Olho para trás e acho que não fui uma boa mãe de primeira viagem. Quando engravidei de ti ainda era mais filha que mãe, e não sabia como passar de um papel para o outro sem me desconstruir. Perdi -me um pouco de mim e levo comigo o peso de nem sempre te ter procurado, tanto que me procurava a mim própria.
Acontece que o Amor tem destas coisas:  sabe ser avassalador em todas as frentes e tudo ultrapassa, tudo abraça com sofreguidão, sucumbindo tudo ao seu poder maior.
E é assim que tu és na minha vida: um Amor Maior, o meu coração fora do peito, o meu Norte, Sul, Este e Oeste.
E hoje, que fazes mais 1 ano, é dia de te dizer que me sinto a mãe que sempre quis ser tua. E que o acontecimento de apareceres na minha vida foi o milagre da minha existência.
Amo-te. 


10 comentários:

Anónimo disse...

Marta... que texto lindo!!! Tantas mães de primeira viagem que se sentem assim!! Um grande beijinho de parabéns à Mãe ao Filho! :)

Sorriso disse...


Sensibilizaram-me essas palavras tão verdadeiras..
Parabéns hoje à mãe e ao filho em especial! As maiores felicidades para o percurso de vida dessa família que hoje comemora. Um Excelente dia !

Andreia Pinto disse...

Olá querida Marta, que bom saber que existe mães tão carinhosas como você. Mães que apesar do medo e da sua estreia, enfrentam de certa forma os seus medos e aos pouco e pouco vão dando esse Amor tão grande que è o de mãe. Não sei o que è ter esse amor, mas para compensar tenho o amor de minha sogra, que também è enorme e sabe-me tão bem =)

Um beijinho muito grande aos papas e ao pequenino.

Andreia. ♡
www.pontofinalparagrafos.blogspot.pt

CCC disse...

Aqui! Aqui!
Sinto exatamente o mesmo.... tambem tenho 3 filhotes (o mais novo com dois meses), e acho que não fui uma boa mãe de primeira viagem.....

:(

Pedagogia do Terror disse...

Uau! Lindo!

Helena Barreta disse...

Muitos Parabéns, para si e para o seu menino.

Beijinhos

Estela Mata disse...

Parabéns ao teu filhote!
Adorei conhecer o teu cantinho! ;)

Avó de 3 disse...

Parabéns atrasados, para o filhote e para a mamã!!!

Gisela FFale disse...

Bem atrasada, mas deixo-vos um grande beijinho de parabéns aos dois e votos que essa cumplicidade siga e cresça por muitos e muitos anos:)

Diana Mora Moraes disse...

O texto está lindo!! Inspirador!