quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Instinto paternal



São momentos como este que me fazem acreditar que o "instinto paternal" também existe.
E que nestas coisas do Amor, não há género, nem idade, nem geografia.
Há pessoas com coisas boas dentro.

MM

5 comentários:

Soraia Maré Dias disse...

Também acho que existe este instinto paternal. Tanto eu como o meu marido desejamos ter filhos, casámos há pouco tempo mas decidimos voltar a estudar. O MBA e MSc não nos deixam tempo para tratar de uma criança e eu quero poder viver este período sem pensar em exames nem trabalhos.

Sei que o meu homem vai ser um pai fantástico pois vejo a maneira como olha e trata de um bebé, filho de amigos nossos. Sei que ele vai com certeza querer andar com o carrinho e o marsupial, e aproveitar ao máximo todos os momentos com a nossa criança.

Por agora iremos esperar mais dois anos e meio, três. Enquanto isso ele vai aprendendo e deliciando-se com os bebés do nosso círculo de amigos.

MM disse...

Olá Soraia,
Desejo-vos as maiores felicidades em todos os projectos e, em especial, no da maternidade/paternidade.

Um beijinho

Filipe disse...

É uma questão de proximidade mental!
Filipe

Soraia Maré Dias disse...

Obrigada Marta.

Um beijinho

Flor Guerreira disse...

Mas tinhas dúvidas...???? Eu nunca tive!