segunda-feira, 3 de julho de 2017

Amanhã chegam-me...


Chegam amanhã do outro lado do mundo, exactamente no dia em que faço 43 anos.
Nesta ausência, têm-me valido as muitas fotografias enviadas pela madrasta, este nome feio que a sociedade encontrou para apelidar as mulheres dos pais dos nossos filhos que, em muitos casos, felizmente, não faz jus ao papel construtivo que têm nas suas vidas. Nem ao papel que tem na minha, porque seria tudo tão mais difícil se não contasse com esta espécie de parceria que facilita a vida e que acalma o coração.
Amanhã chegam os meus dois rapazes, a minha melhor prenda de aniversário de sempre. 

2 comentários:

Ana Filipa Oliveira disse...

E aí é que vai haver mais do que motivos para celebrar a vida... e a vinda.
Que seja tudo de bom!

A Mulher do 31 | Blog | Instagram | Facebook

Anónimo disse...

Concordo plenamente que o nome madrasta não faz juz ao verdadeiro nome de quem muitas vezes zela pelo bem-estar dos nossos filhos e nos acalma o coração em diversas situações.