quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Tempos difíceis

Juvenália de Oliveira Fotografia

Em tempos difíceis, acalmam-me as coisas simples. Um abraço dos meus filhos mais velhos e um "adoro-te" quando tenho sorte. O meu livro na mesa-de-cabeceira, com uma história lá dentro que nada nem ninguém pode mudar. O sorriso rasgado do meu bebé sempre que lhe chego. O serão no sofá, agarrada ao meu homem. Um SMS reconfortante de uma amiga. Um chá quente ao deitar. O vento frio a bater-me na cara. A minha mãe a dizer-me que está tudo bem.
Em tempos difíceis, são só as pessoas que importam. As que nos olham nos olhos e nos garantem que tudo irá passar. As que fazem o pino e o salto encarpado por nós. As que nos colam os cacos sempre que quebramos. As que nos seguram firme e nos dão colo quando desesperamos.
Em tempos difíceis, a amizade cura e o Amor salva. Dois lados da mesma moeda.

4 comentários:

Teresa Pires disse...

Que os tempos difíceis passem depressa. Muita força! Beijinhos no coração **

Martolas disse...

Está tudo bem Marta!São os tempos difíceis que nos colocam à prova e nos mostram que somos capazes.Beijo no ❤

Cisca disse...

Sem dúvida! As pessoas, sempre

Patrícia disse...

Olá Marta, revejo-me muito nas coisas que diz e sente, no outro dia até pedi ao meu marido para ler a entrevista do seu porque sabia que ele próprio ia sentir que se estava a olhar ao espelho. Somos o retrato das novas famílias, dos meus, teus e nossos que no fundo são de todos. Eu também estou a passar um momento menos bom mas confesso que tenho saudades da pessoa alegre que sempre fui e estou cansada de me sentir assim, realmente não é para mim!! Um beijinho