terça-feira, 4 de outubro de 2016

Vocês são maravilhosos, pá!!

Ao longo dos cinco anos em que tenho este blogue, passei por dois momentos difíceis que decidi dividir convosco: o dia em que soube que passaria a partilhar a guarda dos meus filhos mais velhos com o pai {que correu lindamente, mas que me assustou no início} e a plagiocefalia do Vicente. De ambas as vezes, vocês surpreenderam-me sempre com a vossa generosidade: os comentários, as mensagens enviadas, os emails, as histórias partilhadas para ajudar a desmistificar fantasmas.
Volto a agradecer publicamente o vosso apoio. Têm sido incansáveis a dar-me contactos, a partilhar experiências, a dizerem que vai correr tudo bem. 
Tenho e mantenho este blogue porque gosto de escrever e porque ao fazê-lo, organizo ideias e exorcizo medos, mas nunca pensei que pudesse servir para acolher a vossa generosidade, vinda tantas vezes de quem não conheço e de quem nunca vi. É como se formassem uma corrente invisível de boa energia que me chega ao coração {perdoem-me a lamechice, mas é assim que estou hoje}.
Gosto de acreditar que quando damos, recebemos na mesma medida. Não sei se o que escrevo vos acalma, mas vocês acalmam-me. E emocionam-me.
Obrigada.

6 comentários:

Maria João disse...

Não sou das pessoas que mais comentam o seu blogue, apesar de o seguir assiduamente. E fico contente porque deste lado, transmitimos essas boas sensações e conforto. Bem haja, Marta e desejo-lhe tudo de bom!

Anónimo disse...

Gosto de vir aqui porque leio coisas reais, de vidas reais, sem perfeições. Gosto de a ler porque a Marta escreve bem mas , principalmente, porque escreve com o coração. A Marta ajuda-me a sentir normal.
Sei que terá as forças que precisa para enfrentar esta dificuldade, porque a sua família é uma fortaleza, e o vosso amor torna-os (ainda) mais fortes!
Ana Gomes

Lili disse...


.....
A Marta e a sua família são uma inspiração.
De coração cheio com vocês.
Vai correr bem.
Beijinho

Ana Filipa Oliveira disse...

Pronto, pronto, Marta! Agora já chega. Deixe lá os sentimentalismos para o lado. rsrsrrs
Alegra-me ver que é a sua partilha e as partilhas dos leitores que tecem a manta de retalhos invisível que serve de aconchego nos momentos mais friorentos da vida, mas também que serve de rede de baloiço nos momentos relaxados.
Que assim continue!

Planeta Zorp disse...

acho que só comento no instagram, mas gosto de te ler e seguir porque afinal somos pessoas reais em mundos reais... que todas as boas vibrações andem por ai e que cheguem a quem delas precisa! daqui da costa alentejana vão mais umas! beijinhos grandes e carregdos de força!

Raquel Felix disse...

Comecei a seguir o seu blogue quando nasceu a minha filha, há cerca de dois meses. Apesar da inquestionável alegria/amor incondicional, etc,etc, por ter a minha bebé em casa, as primeiras semanas foram difíceis, e num desses dias em que o meu humor foi desde o riso contagiante até ao choro quase compulsivo por tudo e por nada, a minha irmã, seguidora há muito tempo, mandou-me um link para aqui...
Foi de certa forma reconfortante ler alguns dos posts que colocou quando nasceu o seu bebé e rever-me em muitas daquelas palavras.
Obrigada:)