quarta-feira, 29 de outubro de 2014

De coração aconchegado

Há uns dias atrás escrevia que os verdadeiros amigos se descobrem e se reforçam na felicidade. Escrevia que são os que se regozijam com as nossas pequenas grandes vitórias, e aqueles que se emocionam com cada feito nosso. 
Subscrevo na íntegra tudo o que disse, mas seria injusta se não acrescentasse agora o seguinte: os verdadeiros amigos são também os que se agarram a nós com unhas e dentes quando mais precisamos. São os que telefonam, os que mandam e-mails e SMSs para saberem se estamos bem. São os que nos arrancam da nossa tristeza e nos levam a apanhar ar. Os que nos abraçam com força, os que nos garantem a pés juntos que vai ficar tudo bem. São os que choram connosco, os que nos dizem para acreditarmos sempre no poder do Amor. São os que correm ao nosso lado, os que nos aparam os golpes quando andamos de cabeça perdida, os que não arredam pé até terem a certeza de que estamos bem. São os que nos oferecem de comer quando não temos fome e são os que, tão discretos como uma pluma, nos dizem que estarão ali para o que precisarmos. 
Os amigos {e a família}, têm sido o meu porto seguro.
E tu, meu amor, a minha salvação.


5 comentários:

Anónimo disse...

O que se passa Marta? :( Grande grande beijinho!!!

Escrever Fotografar Sonhar disse...

<3

Cristina Pedro disse...

espero que seja o que for se resolva por bem e volte o sorriso de sempre :)

Krystel disse...

Bem verdade. Passei recentemente por uma situação menos triste e vi amigos a fazerem tanto por mim como nunca imaginei. A partir desse dei-lhes outro brilho, outra importância...aquela que eles realmente merecem e que o meu coração pede, tem e agradece.

Alexandra A. disse...

Um beijinho :)