segunda-feira, 3 de março de 2014

Correr a dois


Corro normalmente sozinha ou com uma amiga que tem, mais ou menos, o mesmo ritmo que eu.
Nunca falamos uma com a outra durante o percurso, nem nos "corrigimos" mutuamente, que o esforço de continuarmos sem parar não dá margem para nos vermos, sequer. Ouvimos as passadas uma da outra, a respiração mais ou menos cadenciada e pouco mais.

Hoje, ao contrário do que é costume, fui correr com o meu homem, embora a distância que nos separe seja tão grande como os meus 4,15km da corrida de ontem e os 21km dele. Para terem uma ideia do abismo entre nós, eu hoje fui fazer um treino penoso e ele, uma "recuperação activa". Essa é a verdadeira distância que nos separa.
Mas correr ao lado de alguém que está atento à forma como damos cada passada e como respiramos, faz a diferença. Assim como faz a diferença termos alguém que nos pede para seguirmos imediatamente atrás, para que as rabanadas de vento não nos atinjam directamente. 
Gosto de ser cuidada sempre. Mas no meio do esforço em que é para mim a corrida, todos os cuidados ganham ainda mais significado.
Isto não era para ser um post romântico, mas derreto-me com isto, o que é que querem...
Tenham paciência comigo.


4 comentários:

Marisa Martins disse...

Marta, a vossa história de amor é muito bonita! Quando encontramos a nossa alma gémea, aquela pessoa que nos ama, que nos cuida, a felicidade é diária e encontra-se nos mais insignificantes pormenores... Gosto de ler todos os seus posts, mas confesso que me encanto e me rendo aos que fala sobre os seus filhos e sobre o seu homem... Aquecem o coração!!
Atrevo-me a "pedir-lhe" que escreva um livro, acho que deve isso a si própria, porque a Marta escreve muitíssimo bem e envolve quem a lê. A sua escrita é simples, emotiva e muito engraçada!!
Beijinhos :)

Dolce Far Niente disse...

Querida Marisa, é tão bom ler as suas palavras...sabem-me tão bem!
Adoraria escrever um livro, mas é preciso que alguma editora se interesse por aquilo que vou aqui escrevendo...vamos ver. Acredito que os sonhos se realizam :)
Muitos beijinhos e obrigada pela força!

Anónimo disse...

Cá em casa também corremos "a dois" e não resisti a ler este post em voz alta ao meu marido/personal trainer :).
ao que ele respondeu: "pois mas já lá vai o tempo em que tu não acompanhavas o meu ritmo!"
Por isso, também vai chegar a tua vez de correr lado a lado com ele... ou como eu sempre um bocadinho atrás. :)
Beijinhos
Cristina

Paula disse...

Lindo!
Adorei o post romântico, mesmo tendo começado como um post de fitness!
vidademulheraos40.blogspot.com.