segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Quando tudo está no lugar certo

Comi quatro quadrados do meu bolo de cenoura e chocolate, bebi um chá de cidreira a escaldar, vejo o filme "Alguém tem que ceder" e tenho o meu homem a dormir ao meu lado. Desmaiou, literalmente, depois de ter andado duas noites a deitar-se tarde e a acordar às 6 das manhã.
E se numa outra vida me assustava a rotina, a rotina é do que mais gosto nesta minha nova existência.
Os finais de dia agitados, os serões calmos e silenciosos, as manhãs frenéticas, o trabalho esgotante. E no dia seguinte, começa tudo outra vez e no outro e no outro e no outro. E sabe melhor que nunca porque sabermo-nos no lugar certo, é uma prenda do Universo.
Uma prenda que agradeço todas as noites.
Porque é rara.
 
MM
 

2 comentários: