quarta-feira, 28 de março de 2012

Regresso às origens

Já morri de frio de manhã, porque alguém me disse que podia sair de casa de corpinho bem feito, num calor abrasador matinal.
Onde está ele?...
Estou sem casaco e sem meias, coisas que só costumo tirar lá para Junho.
Acho que vou manter o padrão e deixar-me de modernices.
E vestir-me.
Sou uma mulher friorenta e ponto final.



MM

5 comentários:

OutraMaria disse...

friorenta sou eu... que ainda ligo o aquecimento no trabalho. E ainda nao larguei as botas as minhas trek mesmo com os 23º ;)

mas sim lá fora anda tudo um tanto ou quanto á toa... uns demasiados vestidos outros minimamente vestidos, é pernocas á mostra, é braços á mostra, é dedos de fora...cada um sabe de si. Ja nao se fazem estações como antigamente.

Helena Barreta disse...

Eu, por causa das coisas, ainda visto meias e casacos. Não gosto da sensação de estar com frio e arrepiada, prefiro ter calor a frio.

Um beijinho

MM disse...

Também prefiro ter calor a frio.
De manhã, fiquei logo com a neura! :)

Beijinhos

Anita Garcia disse...

... eu só hoje deixei de vestir collant de vidro por baixo da calça de ganga... mas é mais pelo local onde trabalho (lugar físico, no escritório), que é um gelo, do que pela temperatura que está na rua. Quando saio, à hora de almoço, até arrepios sinto por vir tão fria e levar com o calorzinho que se faz sentir. É ver-me ao sol, com o casaco de cabedal preto, ali a carregar as baterias de 'quentinho' para aguentar com o frio da tarde. (não há aquecimento no meu sítio... mas no verão chega lá o frio do ar condicionado do restante espaço)

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.