quinta-feira, 15 de março de 2012

O meu pé esquerdo

Bem sei que é um mal menor, mas só me apetece escrever que me dói o dedo mindinho do pé esquerdo.
Uma dor aguda que me sobe ao cérebro, e que mina a minha paciência e a minha boa-disposição, enquanto mantenho o pé enclausurado dentro de um sapato.
Para além de me toldar o raciocínio a pontos de querer agredir alguém, não posso estar em todo o meu esplendor, no alto dos meus stilettos, porque ando manca.
E como meço 1,72m, coxa e de saltos altos, fico qual Torre de Pisa com pernas, que é o mesmo que dizer, um susto para a vista de qualquer transeunte.

Claro que já investi nuns pensos Compeed com ácido salicílico que, se não me engano, é a mesma substância que também consta no meu baton de cieiro (não sei se é um bom sinal!).
E devo descansar os pés nuns saltos rasos, de preferência, pouco apertados à frente.
Restam-me as crocs "cor de burro quando foge" que tenho lá por casa.
E investir na compra de uma farda de Bloco Operatório, porque é o único modelito que comporta tal sofisticação de calçado.
Depois aviso se virar tendência.


MM



3 comentários:

Titanices disse...

Espero que estejas melhor!!! O meu marido chama aos sapatos que me fazem isso aos dedos mindinhos os sapatos eróticos... fo...-me os dedos dos pés e deixam-me com um humor de cão!! Duram pouco lá por casa pois dou-lhes logo outro destino, lindas nos nossos saltos, mas confortáveis, sempre!!!

Helena Barreta disse...

Espero que já esteja recuperada.

Um beijinho

MM disse...

Ainda não estou recuperada, mas espero para lá caminhar!
Beijinhos e bom fim-de-semana!