sábado, 1 de junho de 2013

Um susto a valer!

Hoje apanhei um dos maiores sustos da minha vida.
Imaginem-se a conduzir na Marginal, com dois filhos atrás. Mais ninguém.
Sem esperar {vindo do nada}, ficam com uma espécie de estrabismo súbito e têm a sensação de que podem bater no carro da frente, num pilar, em alguém a qualquer momento, porque as imagens ficam repentinamente desfocadas.
A sensação desconcertante durou apenas uns segundos, imagino eu. Uns segundos em que dei por mim a pensar que tinha de arranjar forma de encostar o carro e de ligar a alguém. Ou até de pedir ajuda a quem passava, que tinha os meus filhos no carro e não podia correr o risco de os deixar perdidos sem mim ali, no meio da Marginal.
Não sei o que foi. Continuo sem perceber o que que me aconteceu. Mas não paro de pensar no que poderia ter sido e em como a nossa vida pode mudar em fracções de segundo. Quase sem darmos conta.
Uma coisa é certa: acho que tenho que desacelerar.
A vida tem destas coisas. Avisa.

MM

5 comentários:

Lover disse...

Já me aconteceu...e durou bem mais, um ataque de pânico...é preciso desacelerar:) bom fim-de-semana

Ana Cordeiro disse...

n poderá estar relacionado com enxaquecas. Já me aconteceu, mas durou mais tempo. Foi o 1º sintoma da enxaqueca

Ana Cordeiro disse...

n poderá estar relacionado com enxaqueca? Já me aconteceu mas durou mais tempo, foi o 1º sintoma da enxaqueca

Emanuela Silva disse...

Não quero preocupar, mas esses foram os sintomas k o meu pai teve kd lhe deu um AVC, é preciso ir ao médico...

SL disse...

Nunca comentei, mas hoje não resisti. Já tive isso várias vezes, mas felizmente nunca a conduzir. Se for o que tenho são enxaquecas com aura. Tomo um comprimido diário por prevenção passado pelo neurologista e diminuiu bastante. O importante é ir ao médico ver o que se passa. Sem pânicos....