quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Do fim do meu Natal

E já se acabou.
Prendas abertas, casa virada do avesso, filhos em Évora durante uma semana e trabalho num sítio diferente.
Queria voltar atrás e fazer tudo outra vez. Com mais tempo, que é mentira quando se diz que o Natal é quando um homem quiser.
Não é, de facto. E passa depressa demais.
 
Agora resta-me esperar pela chegada de 2013 e pelo reinício de mais um ciclo.
Um ciclo que espero luminoso, que todos andamos a precisar de luz.
 
MM



2 comentários:

OutraMaria disse...

boas entradas em 2013 e com muita luz :) beijinhos

Dolce Far Niente disse...

Obrigada, Maria!
Um excelente 2013! :=)

Beijinhos