segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Halloween natalício


Basta dar uma voltinha rápida pelos principais centros comerciais de Lisboa para percebermos que já é Natal.
E que este ano temos um bónus de festividades {uma espécie de "dois em um"}, porque festejamos o nascimento de Jesus, ao mesmo tempo que o Dia das Bruxas.
É uma alegria ver as montras repletas de presépios, árvores de Natal, abóboras, caldeirões e olhos ensaguentados.
Também apreciei ver o Pingo Doce já com dúzias de Bolos Rei. E o Gato Preto cheio de bolas reluzentes e de Pais Natais sorridentes. A piscarem o olho às bruxas sentadas mesmo ao lado.
Afinal de contas, tudo vale porque já pouco interessa.

Pois lamento desiludir os entusiastas deste mix festivaleiro, mas prefiro o Natal à moda antiga.
Aquele que se festeja de 24 para 25 de Dezembro e que celebra a família. E os tempos em família.
Aquele que nos impele para o que realmente importa e que nos lembra, uma e outra vez, {os anos que forem precisos}, que o que interessa são os afectos, os laços que se criam entre as pessoas.
Porque o resto é conversa. São presépios e árvores de Natal e abóboras e caldeirões e olhos ensanguentados.
E fica um vazio brilhante e patético. Apenas isso.
 

MM

4 comentários:

Ovelha Flor Guerreira disse...

Concordo com tudo o que dissestes...apesar de tudo gosto da cor e do brilho do Natal!

Titanices disse...

Concordo contigo!! Natal é frio, chá a ferver, serão em família com jogos de tabuleiro, conversas e copinhos de vinho do Porto. E família à volta da mesa e histórias de antigamente e lambarices feitas por nós com as crianças... o resto é desperdício!! Do halloween nem falo, essa não é uma tradição nossa, e não devemos importar coisas que não nos dizem nada!!!!

CAP CRÉUS disse...

Oi?
Já há cenas de Natal nas lojas?
EHEHEH
cada vez pior...

OutraMaria disse...

A tradiçao ja nao é o que era. Agora é tudo virado para o consumismo por isso é que as lojas colocam esses artigos cada vez mais cedo. Inala-se natal desde outubro até janeiro :(