domingo, 27 de maio de 2018

Os meus filhos não te bastaram [e ainda bem]

Juvenália de Oliveira Fotografia
Disseste-me sempre que não precisavas ter filhos, porque os meus te bastavam. Eram teus, também. Pelas vezes que lhes contavas histórias à noite, pelas idas e vindas da escola, pelos abraços, pelos desabafos, pelo colo sempre aberto, pelas preocupações, pelas alegrias, pelo apoio nos pequenos fracassos e pela cumplicidade nas grandes vitórias. 
Disseste-me sempre que não precisavas ter filhos e sei que nunca me mentiste. Mas agora, desde há dois anos, sei que mentias a ti próprio. E que apesar de tudo o resto ser verdade, há verdades que são elásticas e que esticam, esticam, como o teu coração.

Sem comentários: