domingo, 24 de janeiro de 2016

Nós por cá

Esta foto foi tirada há uma semana atrás, e desde aí que a minha barriga não para de crescer.
Os enjoos passaram e também já consigo controlar a fome com menos esforço, como se este meu novo corpo já se tivesse habituado a este estatuto de "incubadora".
Barro-me de creme todas as manhãs, porque gostava de manter a barriga sem estrias, como até aqui, e apesar das três gravidezes já passadas. Tenho tentado caminhar e juro que me esforço por beber mais água, optando muitas vezes por tisanas, que tolero bem melhor.
O Vicente já mexe, mas são pontapés ainda não sentidos pelo pai, nem pelos irmãos, que espetam as suas cabeças na minha barriga todos os dias, para ver se ouvem o mano das profundezas. Falam-lhe, dizem-lhe quem são e protegem-me com unhas e dentes, como se transportasse a maior pérola de todas. Acho que transporto.
Estar grávida aos 41 anos é diferente. A experiência mata-me algumas angústias, mas o fantasma da idade agiganta outras. Apesar disto, vivo esta fase como se fosse a primeira vez e, claramente, com a intensidade de quem sabe que é a última. 
E depois, há isto de estar grávida de um homem por quem me sinto, há vários anos, perdidamente apaixonada. E esta sensação está próxima de ser a melhor do mundo.

3 comentários:

Unknown disse...

Simplesmente lindo!! Eu tinha um feeling que o vosso amor iria dar um fruto ...❤️❤️❤️ Um beijinho grande , muitas felicidades e tudo a correr maravilhosamente bem💞

Joanolas disse...

Nasci no dia em que a minha mãe fez 42 anos... E segundo o que ela diz, foi muito bom ter um filho fora de horas pois obrigou-a a manter-se jovem mais tempo (para me aturar). Vai correr tudo bem!!! Está linda, transborda amor!!!

ana disse...

Tive o meu Vicente aos 41 anos e seis meses, correu tudo sempre bem. Não tive enjoos, desejos, diabetes nem nada fora do normal.
Fiz cesariana porque o rapaz resolveu sentar-se e daí não quis sair, mas tive uma ótima recuperação, como também já tinha tido, do parto normal da minha filha 6 anos antes.
Hoje tem 4 anos e é um doce. Meigo, beijoqueiro, bem disposto, enfim o "menino da mamã", eu que nunca me imaginei mãe de um rapaz, estou completamente rendida ao mundo dos piratas, dos dinossauros, das gruas e dos tratores.
Já sigo o teu blog há muito tempo, mas desde que soube do Vicente, venho aqui ainda com mais vontade! Vais ver que vai correr tudo bem, depois dos 40 vivemos tudo com mais intensidade e sabor! <3