sábado, 10 de outubro de 2015

Medos [quando é que me largam da mão?]


Medos novos [ou tão antigos que doem]. De não ser querida. De não ser precisa. De não ser o suficiente. De não ter o que é preciso para me reinventar. De não me bastar para os meus sonhos.
Medos novos [ou tão antigos que, às vezes, se tornam insuportáveis].

4 comentários:

Anónimo disse...

Complicadinha!!!!!!!!!!

Carpe Diem disse...

Medos todos temos. Percebo-te. Mas não os podemos deixar entrar na nossa vida. O melhor é mesmo ir em frente, sem medos e ir atrás dos sonhos! :)
Beijinhos

Anónimo disse...

E normal ter esses medos. São eles que nos fazem crescer e tentar ser melhor todos os dias. Nao os sente porque e "complicadinha" mas sim porque e humana.

Liliana Moreira disse...

Os medos servem apenas para serem conquistados... é de facto um clichê facebookiano mas é também uma realidade!
Compete-nos apenas serrar os dentes e berrar em plenos pulmões "manda vir BIATCH!" ;)