domingo, 13 de setembro de 2015

Há muitas metas nesta vida


A Marginal é linda, mas hoje não deu sequer para olhar para o lado. Estava calor e só queria desistir, e se não o fiz, foi porque tinha companhia boa {obrigada, Ana Morais}, e porque estou numa fase em que não me posso dar ao luxo de me deixar ficar. Como se a corrida fosse uma metáfora da vida, uma realidade paralela onde ensaio a força que preciso ter para fazer mudanças mais sérias.
Estes foram os 10km mais difíceis que já percorri, mas cada passo dado foi como um salto quântico a caminho do que aí vem.
Comecei a correr para poder comer. Hoje, corro para conseguir crescer.

[Ana, obrigada pela foto. Fizeste falta]

1 comentário:

Maggie F. disse...

Parabéns Marta, o meu marido também foi.

Beijinho