quarta-feira, 18 de março de 2015

As pessoas felizes são chatas [?]

Gente feliz incomoda.
É maçador ter de apanhar com pessoas risonhas e de bem com a vida. Conviver com casaisinhos apaixonados que andam sempre com ti-ti-tis, agarradinhos, cúmplices nos momentos menos próprios.
Dêem-lhes mais uns dez anos em cima e verão como se acaba a festa. Os risinhos tolos, as carícias exageradas, as mensagens com corações e as manifestações públicas de amor. Dêem-lhes rotinas em cima, maleitas financeiras, putos aos berros, e verão se o romance resiste à dureza do dia-a-dia.
Chatos, são o que são. Ridículos.Ter de apanhar com eles e com aquela felicidade tonta. Hipócritas. Gente feliz incomoda. Incomoda-me. Gente feliz dá-me conta do juízo.


Aviso à navegação: se se identifica com o texto acima, se poderiam ser palavras suas, ou se, por mero acaso, já foram as suas, embrulhadas num comentário anónimo qualquer, não parou no sítio certo. Nada do que escrevo lhe servirá, porque vemos a vida ao contrário. Falamos de alhos e bugalhos. Temos lentes diferentes.
De modo que os comentários neste sentido são desnecessários. Um grito mudo sem eco. Um embate contra uma parede. Um vazio.
Obrigada.

6 comentários:

Cristina Pedro disse...

bem dito
apoiado :)
sejamos ridiculamente felizes, sempre, para sempre

Mónica Oliveira disse...

Tenho 41anos, estou casada ha 20 mais 6 de namorados….temos 2 filhos de 18 e 14 anos, já passamos por diversas dificuldades , atualmente estamos a passar por uma bastante grande, mas somos felizes, e fazemos isso tudo k a marta descreve, é isso k dá sabor a vida isso e os filhos. BJ

Maria José Gomes disse...

Concordo e subscrevo!
Ainda lá irão chegar....A vida tem-me ensinado a viver um dia de cada vez!
Nunca fui de muitos beijinhos e trocas de amor em público mas nem por isso deixo de gostar da minha família. Domingo faço 18 anos de casada, atingimos a maior idade! Nem tudo é fácil mas devemos tentar construir bons momentos para conseguirmos ultrapassar os menos bons! Parabéns pelo blog, venho cá há pouco tempo, mas gosto da maneira como é sincera e realista!

Inês João disse...

Já a leio á algum tempo.
Hoje tenho que lhe bater palmas. Vou até partilhar este post, se me der licença... :))

Daniela disse...

Quem se identifica com essas palavras n e, de todo, uma pessoa feliz e de bem com a vida. Porque se fosse, estaria mais ocupado em construir ou manter a sua propria felicidade e em estar feliz com a felicidade dos outros.
Eu sou td a favor dessas relacoes "chatas" e "irritantes", mas n vivo nem estou em qq relacao actualmente. No entanto, n e por isso q me desdobro em manifestacoes amarguradas ou frustradas em relacao a quem as vive. Pelo contrario, fico genuinamente feliz por ver q ainda ha provas vivas de amor verdadeiro neste mundo.
E alem disso, este e o teu espaco (desculpa se for mt abuso estar a tratar-te por tu) e por isso escreves o q queres, certo? Cada vez entendo menos a necessidade q as pessoas, hj em dia, tem de criticar/rebaixar a felicidade dos outros so para, no fundo, se sentirem melhor com o q vai mal nas suas vidas.
Beijinhos :)

Anónimo disse...

È fazem muito muito bem em ser assim felizes!!
Aproveitem.
Só sinto é uma pontinha de inveja da boa ;-)