segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Eu e a minha lancheira trendy [ou rir para não chorar]

Em 2013 ofereci a mim própria uma lancheira trendy, mais pela estética da coisa {é linda de morrer!}, que pela utilidade que lhe via. Afinal de contas, conseguia organizar-me para almoçar fora quase todos os dias, depois de escrutinados, ao milímetro, todos os restaurantes da zona e respectivos menus, promoções da semana e afins. Entre os 7 euros da maioria das refeições e alguns almoços a convite do meu pai, passava a semana com algum desafogo e sem necessidade de dar grande uso à lancheira trendy.
Em 2014, é raro o dia em que não trago almoço de casa. Não me queixo {que como lindamente}, mas assusto-me com a volatilidade das circunstâncias da vida. Com a rapidez com que tudo muda, sem pedir licença.
Ontem tinha uma lancheira trendy como acessório trendy, e hoje tenho uma sandes de ovo na marmita e revejo o saldo, na caixa multibanco, antes de fazer as compras da semana.
Haja saúde.

6 comentários:

Lili disse...


Onde é que eu já vi "isto"?
Haja.
(Muita) saúde.

macaca grava-por-cima disse...

conheço esse filme!
A lancheira trendy só tenho desde o natal, foi-me oferecida pelos meus sogros (uns queridos! é uma bento box!) mas ainda não a utilizei... é aquela parvoíce de "ai é tão gira, tenho pena de utilizá-la e estragá-la" LOL

MARIA REIS disse...

O mesmo por aqui.
trago sempre lanche e pequeno almoço, o almoço, felizmente que a mãe ainda me dá! :)

Miss F disse...

Always look at the bright side of life...até comes melhor! Haja saúde é um pensamento que partilho ctg :)

Avó de 3 disse...

A rapidez com que de repente nos mudaram o estilo de vida...em beneficio não sabemos de quê...
Que não nos falte mesmo a saúde!!!!
Boa semana!!

Dolce Far Niente disse...

Muitos beijinhos a todas! Haja saúde :)