terça-feira, 23 de julho de 2013

Roma #1

Poderia escrever quinhentas mil coisas sobre Roma, mas talvez deixe para quando me for embora. A distância ajudará, com certeza, a descrever melhor o que sinto por esta cidade sem parecer lamechas nem pirosa. Não tanto como neste momento, pelo menos.
Dizer apenas que caminhei literalmente o dia inteiro, que comi a melhor pasta da minha vida em Trastevere, que me deslumbrei com as ruelas à volta da Piazza Navona {obrigada, Elsa!}, que nunca comi fruta tão doce como a que veio direitinha da Piazza Campo de Fiori e que passear em Roma à noite, com 30 graus, é uma experiência que continuarei a lembrar quando tiver 90 anos. 
Não seria justa se não referisse a sorte que tive em assistir, in loco, a Canto Gregoriano na Basílica di Santa Cecilia, nem a emoção que senti quando me aproximei do monumento ao Imperador Vittorio Emanuele II na Piazza Venezia, eram dez da noite.
As minhas pernas estão feitas em papa e receio ter sérias dificuldades em mexer-me amanhã de manhã, mas quero lá saber.

Aqui fica parte {minúscula} do meu itinerário em imagens...














2 comentários:

Na Província disse...

Tenho que ir aí e em breve ;)
Beijinhos

cafesnopateo disse...

Que saudades de Roma! Obrigada por este bocadinho Marta! :-)