segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Um mega desejo num nanosegundo

Há momentos {fracções de segundo, apenas!}, em que me apetece ter mais um filho.
Voltar a sentir que o meu corpo não me pertence somente a mim.
Voltar a dormir abraçada à minha barriga.
Voltar a a emocionar-me com aquela criatura indefesa que nunca vi antes, mas que reconheço.
Voltar a ter sempre em casa um filho, para que o meu coração não se afaste assim tanto de mim.
Começar, do princípio outra vez, o milagre de educar.
Oferecer ao meu homem o presente da paternidade, embora saiba que já vive a experiência todos os dias, a triplicar.

Claro que este desejo não se apodera de mim por mais que alguns nanosegundos {podes dormir descansada, mãe!}.
Racionalmente falando, não há nada que justifique ter mais um filho. A crise do País, o estado de loucura do mundo, a minha carteira e o facto de já ter 3 criaturas que me enchem a vida de alegrias e de preocupações.
Tudo grita bem alto para ficar quietinha e tomar precauções.
E é o que vou fazendo, porque costumo ouvir o que a vida me diz.
Mas num mundo ideal, teria mais um.
Agora que gosto da mãe que sou.
E que sei que tenho a melhor competência que uma Mãe pode ter - a de criar crianças felizes.

MM


4 comentários:

Maggie disse...

ai querida eu nem sei que te diga, eu já tenho 2 e penso ficarmesmo por aqui, já me dão preocupações e tbém alegrias que cheguem! Se tens esse desejo é pensares bem e qdo tiveres certezas avança, mas não te esqueças de vires aqui avisar!

Bjos
Maggie

MM disse...

Acho que tb me fico por aqui, mas às vezes sabe bem sonhar um bocadinho...:=)

Beijinhos, Maggie

ana b disse...

Engraçado, acho que o papel de mãe "encaixa-te" na perfeição ;) Bjos!!

MM disse...

Obrigada, Ana.
Mas há uns dias que "encaixa" mais que outros! :=)

Beijinhos