quarta-feira, 8 de agosto de 2012

A minha fobia de sempre

Ontem foi dia de arranjar as unhas das mãos e dos pés.
O processo é de tal forma nauseante para mim, que preferia ter parido os meus 3 filhos outra vez.
Ao menos tinha direito ao período de recobro. E a uma epidural, já agora.

MM

PS: Cássia, não é nada pessoal. Faz um excelente trabalho, obrigada.
É só uma fobia minha que precisa urgentemente de terapia.

6 comentários:

Flor Guerreira disse...

Essa é uma fobia original...terapia??? sim, sim!

Juvenália disse...

A sus ironia é só porque nunca lhe cortou as unhas ou assistiu a essa operação, Flor Guerreira. O esforço é tão grande, dos dois lados, que acabamos todos de rastos. Aqui, acho que só com regresso a vidas passadas este problema, eventualmente, se resolvia, porque com "simples" sessões de psicoterapia duvido...

vidasdanossavida disse...

É por isso que o munda não tomba. Porque somos todas tão diferentes. Para mim, ir arranjar as mãos e os pés é das melhores terapias anti-stress! E ando mesmo a precisar... de arranjar as unhas e relaxar um pouco!

MM disse...

Flor Guerreira, nem imaginas o que sofro!! :=) A minha mãe tem razão. :)

Beijinhos

MM disse...

Gosto dessa ideia de que o mundo "não tomba" porque somos todos diferentes. :=)

Beijinhos,

Cristina M. disse...

E que tal saber que não é a única!Até transpiro de cada vez que pega na lima e no alicate... o alicate é mesmo horrendo!!!!!