sábado, 5 de maio de 2012

Quero lançar-vos um desafio...

Quando escrevi este post, recebi muitas reacções. A grande maioria, a concordar com a ideia de que os grandes amores existem. Há que saber encontrá-los e mantê-los.
Talvez por ter sido céptica durante muitos anos, adoro ouvir histórias reais de pessoas que encontraram o seu parceiro de jornada. O seu companheiro de vida, para o melhor e para o pior.
Mais uma vez, não falo dos "amores perfeitos", porque esses sim, são obra da ficção. Mas falo daqueles amores que, com todas as adversidades da vida e da relação, se mantêm fortes. De pedra e cal.
E é por isso, por gostar de conhecer histórias inspiradoras, que vos quero lançar um desafio. Um desafio egoísta, confesso, porque me servirá de inspiração também a mim.
Peço-vos que me contem histórias destas que conheçam, que vivam na 1ª pessoa ou que tenham testemunhado de muito perto (pais, avós, por exemplo).
E que me escrevam para o e-mail martamoncacha@gmail.com dando conta destas experiências de vida que vos marcaram e que, estou certa, poderão ser uma fonte de inspiração para os crentes e para os menos crentes. Isto porque acredito que a experiência dos outros pode abrir horizontes e quebrar algumas ideias preconcebidas a respeito seja do que for. E sarar algumas feridas, também.

Não tenho prémios para oferecer, pelo que não chamarei a este meu pedido, um passatempo.
A história que mais me comover não será um passaporte para um fim-de-semana num SPA, nem para um jantar romântico, nem  sequer para um simples bilhete de cinema (muito embora tenha esperança de, um dia, ainda poder vir a oferecer-vos alguns miminhos).
A história que me comover {e que me inspirar} será publicada neste Dolce Far Niente, naturalmente com a prévia autorização do autor.
E poderá ser mais uma forma de reforçar esta ideia encantadora, de que é possível encontrar o Amor.

Fico à espera.

MM

3 comentários:

Helena Barreta disse...

Os grandes amores, aqueles de uma vida, existem sim! Eu e as minhas irmãs somos frutos de um desses.

Um beijinho

MM disse...

Então este desafio é para si, Helena! :) Pense nisso com carinho...

Muitos beijinhos e vá aparecendo sempre.

Susana canhola disse...

Há historias dignas de um conto de fadas. Há caminhos que não se entendem e vivem por entre interrogações e duvidas. Há amores assim, que ainda sem parecer, são simplesmente isentos e verdadeiros. E uma relação assim tem tudo para dar frutos sãos.