quinta-feira, 10 de maio de 2012

Casamento sem vestido

Para quem segue a página do FB do Dolce Far Niente, sabe que hoje andei à procura do vestido que amanhã levaria a um casamento.
Digo "levaria", porque se houvesse "perdidos e achados" cá em casa, era lá que teria ido todo o santo dia. Porque todo o santo dia procurei um modelito que não achei.
É verdade que nunca deveria ter deixado estas coisas para a última da hora, mas quem tem 3 crianças pequenas sabe que se vai a casamentos, nem sempre com o melhor dos ares.
Simplesmente porque à última da hora, falta a meia de vidro, um brinco, a écharpe, um sapato e, às vezes, o vestido ele próprio. O meu caso de hoje, portanto.
Claro que todas as mães de 3 filhos dominam a arte do improviso.
E é por isso que subi a um escadote, abri um armário há muito fechado, e saquei de um vestido que comprei para um casamento de há 8 anos.
Porque no poupar é que está o ganho.
E porque restam menos de 24 horas para resolver o meu problema.
Serve-me por pouco, mas aperta. O meu filho V. {meu assessor de imagem}, diz que estou linda, mas com maminhas gordas, e como não tenho tempo para mais, vou assumir o comentário como um elogio.
E é floral, coisa que está in.

Posto isto, ficarei maravilhosa, qual Bárbara Guimarães nos Ídolos.
Aguardem pelas fotos.


MM


2 comentários:

Viagem com tudo incluído disse...

Ai nem me fales em festas e casamentos, pois eu ando a especialista em improvisos de roupas para festas. Isto de comprar um modelito a cada nova 1ª comunhão, bpatizado ou casamento não está com nada.

OutraMaria disse...

Eu também sou assim, deixo tudo para a ultima, pois tenho dificuldade em arranjar-me para ocasioes mais formais. nao levo jeito sou uma matrona :) beijinhos