segunda-feira, 12 de março de 2012

Mães Malabaristas

A polivalência das mulheres (em particular das que são mães), é uma realidade que se experimenta todos os dias.
Porque todos os dias afinamos a arte de fazer mais coisas ao mesmo tempo, e todos os dias nos multiplicamos em dezenas de papéis diferentes, em prol dos filhos, do trabalho, do marido, da casa e de tudo aquilo a que nos propomos. E a que nos propõem.
Hoje, enquanto ajudava o meu filho mais velho a distinguir os vários tipos de raízes e as partes constituintes da flor, vestia uma camisola azul plastificada à polly da minha filha, e tentava {em vão!}, ouvir o meu filho do meio dissertar sobre  o que fizera na escola, e outras coisas que já não consigo reproduzir, porque me fiquei pela polly e pela matéria de 5º ano de Ciências da Natureza.
Agora que já estão todos deitados, sinto a cabeça a zunir, simplesmente porque antes da diversidade das plantas, da boneca minúscula (que de "kids friendly" tem muito pouco) e da dissertação do meu filho V. sobre a escola, já havia andado pela catequese, pela casa dos avós dos meus filhos e pelas compras para o jantar.
E antes ainda, pelo frenesim que têm sido os meus dias de trabalho nos últimos tempos.
E por mais desconcertante que esta rotina possa ser, é a rotina de milhares de mães espalhadas pelo mundo inteiro, a quem o mundo inteiro deve reverência e honras de Estado.
Porque ser mulher e mãe não é uma profissão, mas bem que podia ser.

Enquanto isso não acontece, contento-me em aprender, todos os dias, truques novos de "malabarismo materno".
Porque ser mãe de uma família numerosa implica uma pitada de criatividade, uma mão cheia de equilíbrio e loucura qb.
Comecemos por estes requisitos, então.


MM

4 comentários:

Patrícia Teodoro disse...

Se eu jáa cho que sou uma "malabarista" e só tenho uma, trabalho, pais, sobrinhas e futuro marido...tu então tens mesmo lugar cativo no cirque de soleil. 3 filhos é coisa para pessoas especiais. Parabens. Beijinhos

MM disse...

Obrigada, Patrícia. Gosteia dessa do "lugar cativo no Cirque de Soleil"!!! :)
Muitos beijinhos

Helena Barreta disse...

Palavras sábias. E o mais maravilhoso é que somos auto-didactas nesta questão de gestoras de sentimentos e afectos.

Um beijinho

MM disse...

Um beijinho pelas suas palavras, Helena!
Até amanhã!